segunda-feira, 8 de novembro de 2010

I don´t love you!

Para onde vais?
Não consigo seguir o teu caminho
Onde me deixas?
Não vou conseguir ficar sozinho

Segues caminhos que nem consigo imaginar,
E a última coisa que quero é fazer-te chorar
Por isso hoje digo-te, que não te amo
Como te vou amar amanhã.

Palavras que nunca serão ditas,
Acções que nunca serão bem descritas
Por vezes as palavras que mais custam dizer
São de amor...Mas as da guerra é que deveriam de ser

Às vezes o meu coração sangra de saudades,
Às vezes os meus pensamentos ficam a perguntar onde andas,
Não te consigo encontrar no meio da escuridão.

Todos os dias acordo a pensar em ti,
Todos os dias adormeço a pensar em ti
Quero te ver, não com os olhos mas com o coração.

Ouves-me mas será que me escutas.
Vês-me mas será que me sentes.
Sentes-me mas será que me compreendes.
Quando eu digo:
Que hoje não te amo
Como te vou amar amanhã?

Penso mais tempo, e levo mais tempo a pensar
Se hoje não te amar
Será que vou conseguir continuar
Todos os dias, na mesma luta
Sem me conseguir a mim mesmo perdoar
Por não ter dito:
Que hoje eu não te amo,
Como te amarei amanhã?

10 comentários:

Raquel disse...

um dos mais fantasticos poemas que ja fizest

V.O disse...

Omg..este poema enquadra-se mesmo no meu estado de espirito
AMEI, como sempre ;D

Nana disse...

Adoro os teu poemas ^^
gostei de te conhecer +.+
by:mariana

Raquel disse...

Parabens joven!
Finalmente escreveste algo, que gostei de ler;
Continua assim...
by:Daniel Jesus

Raquel disse...

podes continuar está mt bom
carolina

joana condeço disse...

mt giro

joana condeço disse...

mt giro

brigalhao disse...

fixe que bom para ti XD
sempre a levar bons comentarios...

Daniela disse...

Fiquei impressionada com este, tens mesmo geito para as palavras do coração rapaz. ^^

Daniela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.